quarta-feira, outubro 18, 2006

Aprendendo a falar a verdade

Recomendamos a leitura do texto (clique aqui) retirado de uma conversa de Dharma de Thay Phap An, professor do Dharma de Plum Village.

Nessa aula o aluno sênior do Thay mostra que temos que buscar formas habilidosas para falarmos a verdade de modo que possamos regar as sementes positivas do outro. Regar essas sementes positivas é a base para que possamos encarar nosso sofrimento sem sermos subjugados por ele.

Aprenda e pratique!

Para ver a newsletter da semana clique aqui.

Para obter o texto clique aqui.

2 comentários:

Leo disse...

"Verdade é algo que tem a capacidade de reconciliar, dar as pessoas esperança, dar felicidade às pessoas. Isso é a verdade! Quando você fala e causa dano, embora possa estar correto, não é nenhuma verdade."

Isso está conectado com o quarto treinamento e com a Fala correta. Temos sempre o ímpeto de falar o que nos vem a mente achando que a outra pessoa merecia ouvir aquilo. O que o Thay nos recomenda é falar, mas tomar muito cuidado na forma de falar. Se não podemos falar amorosamente, regando as boas sementes nos outros é melhor não falr. Não será a verdade. Será apenas um instrumento de agressão que regará nossas sementes de raiva e gerará sofrimento no outro também.

Me parece que a base de tudo é a atenção plena. Sem ela não é possível evitar que a força do hábito nos empurre para causar dano aos outro.

heide disse...

Entrei para postar uma fala de Thay que, para mim, resume o texto e dei de cara com a mesma seleção feita pelo Léo.

Thay disse, "O que você falou não era a verdade. Verdade é algo que tem a capacidade de reconciliar, dar as pessoas esperança, dar felicidade às pessoas. Isso é a verdade! Quando você fala e causa dano, embora possa estar correto, não é nenhuma verdade.”

Nunca fui cuidadosa ao falar. Sempre que, escudada na verdade, era preciso - falava! Mas, quão plena e compassiva é a percepção de Thay sobre a oportunidade e forma de falar.

Meditarei sobre as verdades!

Shanti (paz) a todos