domingo, setembro 15, 2019

Olhando e ouvindo em plena atenção

A atenção plena pode ser cultivada pelos nossos ouvidos, olhos, pés e respiração. Precisamos saber como usar nossos olhos para nutrir nossa atenção plena. Nós também podemos fortalecer nossos olhos e usá-los para olhar atentamente. Olhando atentamente, vamos ver mais profundamente. O que vemos pode fortalecer nossa atenção plena, e a atenção plena também nos ajuda a enxergar mais conscientemente. Nossos olhos e a plena atenção ajudam um ao outro. O mesmo acontece com o som. Para ouvir profundamente, você tem que trazer sua mente de volta ao seu corpo e perceber a unidade do corpo e da mente.

Essa semana compartilhamos um texto (clique aqui) onde Thich Nhat Hanh nos nos ensina que aqueles de nós que praticam a atenção plena devem cultivar a arte de olhar e ouvir profundamente. A escuta e visão consciente são práticas importante que pode aliviar muito sofrimento.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

domingo, setembro 08, 2019

Mente e Corpo Intersão

Nos ensinamentos do Buda, a expressão namarupa é por vezes usada para se referir à nossa pessoa. Nama significa "mental" e rupa significa "físico". Fazemos uma distinção entre o físico e o mental. Pensamos que nosso corpo é físico e nossos sentimentos, percepções, formações mentais e consciência são mentais.

Essa semana compartilhamos um texto (clique aqui) onde Thich Nhat Hanh nos nos ensina que pensamos que a mente e a matéria são opostas, mas a mente pode se manifestar como matéria e a matéria pode se manifestar como mente. Estamos acostumados a dizer que o corpo não é a mente e que a mente é o sujeito da investigação, o conhecedor. A mente quer conhecer o corpo e o corpo é o objeto. Mas de acordo com o princípio ensinado no texto, o insight só é possível com sujeito e objeto juntos.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

domingo, setembro 01, 2019

Eu te entendo o suficiente?

Em qualquer relacionamento, você pode querer verificar se entendeu a outra pessoa. Se a comunicação e a harmonia existem, isso significa que existe compreensão mútua. Não espere até que a outra pessoa tenha rompido o relacionamento ou esteja cheia de raiva para fazer uma pergunta muito importante.

Essa semana compartilhamos um texto (clique aqui) onde Thich Nhat Hanh nos nos ensina que se quisermos fazer alguém feliz, pergunte "Você acha que eu te entendo o suficiente?" A outra pessoa dirá se você não a entendeu o suficiente. Ela saberá se você é capaz de ouvir com compaixão. Essa é a linguagem do amor.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

domingo, agosto 25, 2019

Escuta compassiva e fala amorosa

Muitas pessoas em nossa sociedade perderam a capacidade de ouvir e usar a fala amorosa. Em muitas famílias, ninguém pode ouvir ninguém. Comunicação tornou-se impossível. Este é o maior problema do nosso tempo. Nós inventamos sofisticados meios tecnológicos de comunicação que nos permitem enviar mensagens instantaneamente pelo mundo. Mas a comunicação entre pai e filho e entre nações inteiras tornou-se muito difícil.

Essa semana compartilhamos um texto (clique aqui) onde Thich Nhat Hanh nos ensina a prática de ouvir com compaixão e falar amorosamente. Esses dois elementos são fundamentais para melhorar a comunicação com as pessoas ao nosso redor.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

domingo, agosto 18, 2019

Abraçando as sementes negativas

Compartilhamos essa semana um texto (clique aqui) onde Thich Nhat Hanh nos ensina a lidar com nossas emoções fortes, Como evitar nutri-las? Como aliviar a dor que sentimos quando elas aparecem?

Thay ensina assim como nós massageamos pontos do nosso corpo doloridos, nós precisamos massagear os pontos de dor e sofrimento em nossa psique. Ao buscar a distração, fazemos o oposto e impedimos o sangue da psique de circular. Quando a psique está bloqueada e tem má circulação, surgem sintomas de doença mental.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

domingo, agosto 11, 2019

Regando nossas sementes positivas

Compartilhamos essa semana um texto (clique aqui) onde Thich Nhat Hanh nos ensina uma das maneiras de transformar nossas sementes negativas é evitar que elas sejam transmitidas aos nossos filhos.

Thay ensina que nós devemos semear e regar nossas sementes positivas. Nós deixamos a semente negativa onde está e fazemos outras coisas para ajudar na sua transformação. Poder tocar os elementos positivos, refrescantes e curativos da vida todos os dias é uma prática agradável que pode levar à cura e à transformação.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

domingo, agosto 04, 2019

Concentrando e liberando a mente

Compartilhamos essa semana um texto (clique aqui) onde Thich Nhat Hanh nos ensina mais dois exercícios de plena atenção.

Thay ensina que transformação e emancipação só podem ocorrer quando o insight é alcançado. O insight é alcançado através das práticas de parar e olhar profundamente. A meditação é composta de dois elementos. O primeiro é shamatha - parar, concentrar e acalmar. O segundo elemento da meditação é vipashyana. Significa olhar profundo, investigação e observação. É difícil olhar profundamente sem parar.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

domingo, julho 28, 2019

Exercícios de respiração em plena atenção

Compartilhamos essa semana (clique aqui) Thich Nhat Hanh nos ensina dois exercícios de plena atenção.

Nesses dois exercícios iremos focar na duração de nossa respiração e no nosso corpo como objetos de plena atenção.Quanto tempo nós gastamos voltando ao nosso corpo, abraçando-o carinhosamente com a energia da atenção plena e sorrindo para ele? Cada um de nós sabe que precisamos fazer muito isso. Precisamos passar um tempo apenas fazendo isso, abraçando nosso corpo com nossa consciência muito carinhosamente, com muita compaixão e sorrindo para ele, com o sorriso de reconhecimento.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

domingo, julho 21, 2019

Cheguei, estou em casa

Compartilhamos essa semana (clique aqui) Thich Nhat Hanh nos ensina a meditar usando um gatha, um verso de plena consciência.

Meditar é estar consciente de que todas as maravilhas da vida estão disponíveis no aqui e no agora, e que devemos parar de correr. Ao praticar a meditação andando, devemos parar. Ao praticar a meditação sentada, devemos parar. Enquanto saboreamos nosso café da manhã, devemos parar. Os versos de plena consciência nos ajudam nessa prática tão importante.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

terça-feira, julho 09, 2019

Respiração Consciente - Como meditar

No texto dessa semana (clique aqui) Thich Nhat Hanh nos ensina a forma mais básica de meditação: a respiração consciente.

O objeto de nossa atenção plena é a nossa inspiração e expiração, nada mais. Nós não reprimimos nosso pensamento. Não há esforço para parar de pensar. Mindfulness, plena atenção, é muito agradável. Quando nossa prática é agradável, a concentração é fácil. A chave é torná-la interessante. O segredo é torná-la agradável. Respiramos para que estejamos despertos e conscientes e nossa concentração seja forte.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

terça-feira, julho 02, 2019

Nosso encontro marcado com a vida

No texto dessa semana (clique aqui) Thich Nhat Hanh nos ensina que temos que parar de correr e reconhecer no nosso corpo o que funciona, abraçando-o com plena atenção e produzindo felicidade.

Se você puder parar e se estabelecer no aqui e no agora, verá que existem muitos elementos de felicidade disponíveis neste momento - mais do que suficientes para sermos felizes. Mesmo se há algumas coisas presentes que não gostamos, ainda há muitas condições positivas para a nossa felicidade.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

segunda-feira, junho 24, 2019

A arte da autocura

No texto dessa semana (clique aqui) Thich Nhat Hanh comenta vários aspectos da capacidade de nosso corpo de se curar sozinho.

Muitas vezes, nós entramos em pânico e tentamos fazer muitas coisas. Nós nos preocupamos muito com o nosso corpo. Nós não permitimos que ele se cure. Nós não sabemos como descansar. A respiração consciente nos ajuda a reaprender a arte de descansar. A respiração consciente é como uma mãe amorosa segurando seu bebê doente em seus braços.
Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

segunda-feira, junho 17, 2019

Um gatha básico

No texto dessa semana (clique aqui) Thich Nhat Hanh ensina como praticar através de um gatha (versos de plena consciência): “Inspirando / Expirando. Profundo / Lento, Calmo / Confortável, Sorrio / Solto, Momento presente / Momento Maravilhoso”.

Se você fizer este exercício muito simples corretamente, produzirá milagres. Seja um com sua inspiração e expiração. Esteja totalmente vivo - totalmente presente no aqui e no agora. Este é um milagre que você pode realizar a qualquer momento. Quando você respira com atenção e concentração, a vida se torna presente. Você para de pensar em tudo e se torna um com sua respiração. É maravilhoso.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

terça-feira, junho 11, 2019

Experimentando Sentimentos

No texto dessa semana (clique aqui) Thich Nhat Hanh ensina o sétimo exercício da respiração consciente que é: “Inspirando, estou ciente das minhas formações mentais. Expirando, estou ciente de minhas formações mentais”.

Temos que aprender a olhar para o nosso corpo e nossos sentimentos como rios. No rio do corpo, cada gota de água é uma célula, sempre mudando. O mesmo acontece com o rio dos sentimentos. Sentimentos nascem, permanecem por um tempo e depois morrem. Praticar a contemplação dos sentimentos nos sentimentos significa que nos sentamos à margem do rio de sentimentos, os observamos e nos tornamos esses sentimentos. Sentados conscientemente, não nos permitimos afogar nos nossos sentimentos. A atenção plena nos ajuda a abraçar e identificar nossos sentimentos.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

domingo, junho 02, 2019

Plena Atenção e Concentração

No texto dessa semana (clique aqui) Thich Nhat Hanh oferece instruções de como cultivar alegria e felicidade através da prática de olhar profundamente, através da concentração.

A quantidade de felicidade que obtemos ao comer algo, por exemplo, depende da nossa atenção e concentração. Quanto mais concentrados estivermos, maior será nosso prazer e felicidade. As condições para a felicidade estão em toda parte - dentro e ao redor de nós - mas, como não nos concentramos, não as reconhecemos.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

domingo, maio 26, 2019

Comer Consciente

No texto dessa semana (clique aqui) Thich Nhat Hanh oferece instruções de como comer conscientemente. É uma prática maravilhosa que nos permite desfrutar 100% o alimento que temos em nossa refeição.

A alimentação consciente é muito agradável e profunda. Nós nos sentamos e ficamos cientes das pessoas sentadas à nossa volta. Estamos cientes da comida em nossos pratos. Nós olhamos atentamente para realmente reconhecer o pedaço de comida com a nossa atenção. Quando colocamos na boca, sabemos o que estamos colocando em nossa boca. Quando mastigamos, sabemos o que estamos mastigando. É muito simples.
Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

sábado, maio 18, 2019

Liberando nossas vacas

Muita alegria e felicidade vem de fugir ou deixar algo para trás. Há muitas coisas que não conseguimos deixar para trás, e que nos aprisionam. Pratique a observação profunda dessas coisas.

No texto dessa semana (clique aqui), Thich Nhat Hanh ensina que se você não é capaz de ser feliz porque está preso a coisas que te aprisionam, deixá-las para trás será uma fonte de alegria para você. O Buda e muitos de seus discípulos experimentaram isso e transmitiram sua sabedoria para nós. Por favor, olhe as coisas que você acha necessárias para o seu bem-estar e felicidade, e descubra se elas lhe trazem felicidade ou estão quase matando você.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

quinta-feira, maio 09, 2019

Questões sobre oração (parte 1)

Você costuma orar? Para quem rezamos no budismo? Há diferença entre a oração dos cristãos e a oração budista? Como evitar a armadilha da rotina na oração? É importante manter a postura do corpo na oração?

O texto dessa semana (clique aqui), é a primeira parte de um texto extraído de uma entrevista a uma revista americana. Nela Thay responde a algumas perguntas sobre a oração. Ele diz que orar é também pedir ajuda, e na tradição budista, pedimos ajuda à Sangha, pedimos ajuda ao Buda. Explica também que você não apenas pratica meditação com sua mente, sua mente é a metade. Você tem que meditar com seu corpo também.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

terça-feira, abril 30, 2019

Como transformar o nosso adubo

Sugerimos que você leia o texto (clique aqui) onde Thich Nhat Hanh fala sobre a transformação de nossas sementes não saudáveis.

Ele compara o praticante a um jardineiro orgânico que transforma adubo em flores. Nós devemos praticar para transformar nossa raiva, nossa angústia, nossa depressão em amor e compreensão. O praticante não é aquele que não tem raiva ou angústia, mas aquele que sabe transformá-las. Nesse texto Thay nos ensina como praticar para conseguir essa transformação.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

segunda-feira, abril 08, 2019

Aplicando a prática na nossa vida

Nessa semana oferecemos a você um texto (clique aqui) onde Phap Hai nos ensina que mais importante que lermos diversos livros ou textos sobre budismo e apenas torná-los alimento para nossa curiosidade intelectual, precisamos colocá-los em prática na nossa vida.

Hoje em dia há uma riqueza de materiais de Dharma disponíveis no clique de um botão. mas o grande desafio é o excesso de informações e, simultaneamente, nossa falta de capacidade ou a motivação de colocar muito disso em prática sincera. Esta é uma grande pena, e ainda é a situação que nos encontramos hoje.


Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

domingo, março 24, 2019

Agora é a hora de apenas ouvir

Existem duas chaves para uma comunicação efetiva e verdadeira. A primeira é a escuta profunda. Nessa semana compartilhamos um texto (clique aqui) onde Thay explica a escuta profunda que é um dos melhores instrumentos para estabelecer e restaurar a comunicação com os outros e aliviar o sofrimento.

Quando ouvimos com compaixão, não somos pegos em julgamento. Um julgamento pode se formar, mas nós não nos apegamos a isso. A escuta profunda tem o poder de nos ajudar a criar um momento de alegria, um momento de felicidade e para nos ajudar a lidar com uma emoção dolorosa.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

segunda-feira, março 11, 2019

Entender nosso próprio sofrimento nos ajuda a entender o sofrimento dos outros

Nessa semana compartilhamos um texto onde Thay explica a importância de entendermos o nosso sofrimento para que possamos entender o quanto os outros sofrem também.

A autocompreensão é crucial para entender a outra pessoa; o amor-próprio é crucial para amar os outros. Quando você entende seu sofrimento, sofre menos e é capaz de compreender o sofrimento de outra pessoa com muito mais facilidade. Quando você pode reconhecer o sofrimento na outra pessoa e ver como esse sofrimento surgiu, a compaixão surge. Você não tem mais o desejo de punir ou culpar a outra pessoa.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

segunda-feira, fevereiro 11, 2019

Mente de principiante

Nessa semana compartilhamos os insights de Mary Patterson, uma canadense que passou 40 dias em um retiro em Plum Village. No seu livro "The monks and me" ela relata sua experiência e o que aprendeu.

No texto sugerido (Clique aqui) ela compartilha o que vivenciou sobre o olhar renovado para as coisas habituais, olhar através da mente do principiante. Thay ensina que, para que um grande insight (visão) seja possível, este tipo de concentração deve ser estimulada o tempo todo. Se nós nos treinarmos para viver desta maneira, a felicidade e o insight vão continuar a crescer. Em seguida, as nossas tristezas e medos enfraquecerão.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

segunda-feira, fevereiro 04, 2019

Nada pode sobreviver sem comida

Nessa primeira mensagem de 2019 sugerimos que você leia um texto (clique aqui) que mostra de uma maneira mais ampla o que é o conceito de alimentação.

Thay ensina que tudo o que consumimos atua para nos curar ou nos envenenar. Nós tendemos a pensar em nutrição apenas como o que absorvemos através de nossas bocas, mas o que consumimos com nossos olhos, ouvidos, narizes, línguas e corpos também é comida. As conversas que acontecem ao nosso redor e as que participamos também são comida. Estamos consumindo e criando o tipo de alimento saudável e que nos ajuda a crescer?

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

segunda-feira, dezembro 03, 2018

Terceiro Treinamento

Sugerimos que você aprenda maneiras novas de praticar o terceiro treinamento para a mente alerta (clique aqui) que trata do verdadeiro amor, que é composto por a bondade amorosa, a compaixão, a alegria e a inclusão.

Thay ensina que o sentimento de solidão é universal em nossa sociedade. Não existe comunicação entre nós e as outras pessoas, mesmo em família, e o nosso sentimento de solidão nos impele a ter relações sexuais. Acreditamos ingenuamente que ter uma relação sexual vai nos fazer sentir menos sozinhos, mas isto não é verdade. Quando não há comunicação suficiente com a outra pessoa em termos de coração e espírito, uma relação sexual só vai aumentar a distância e destruir ambos. A crença de que ter uma relação sexual vai ajudar a nos sentir menos sozinhos é uma espécie de superstição. Não nos devemos deixar enganar por ela. Na verdade, nos sentiremos mais solitários depois.

"Responsabilidade" é a palavra-chave no terceiro treinamento para a mente alerta. Responsabilidade pela consequência de nossos atos, responsabilidade pelo sofrimento do outro, responsabilidade pelas famílias e pelas crianças. Ao praticarmos a plena atenção podemos trocar a satisfação efêmera e de curto-prazo por algo mais sólido e duradouro. Ao ver na sociedade quanto sofrimento é causado por pessoas que não conseguem controlar sua energia sexual podemos trabalhar nossa atenção para não sermos nós a causar esse sofrimento.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

segunda-feira, novembro 26, 2018

Segundo Treinamento

Nessa semana te convidamos a refletir e buscar novas formas de praticar o Segundo Treinamento de Plena Consciência. Os Cinco Treinamentos de Plena Atenção são a maneira mais concreta de praticar a plena atenção. Eles são frutos da nossa prática de plena atenção, não algo imposto a nós por alguém. Os Cinco Treinamentos de Plena Atenção nos ajudam a mudar, a nos transformar.

No Segundo Treinamento (clique aqui) encontramos as palavras "gentileza amorosa" e generosidade. A exploração, a injustiça social e o roubo existem sob muitas formas. A opressão é uma forma de roubo que causa muito sofrimento tanto no Primeiro quanto no Terceiro Mundos. A partir do momento em que fizermos o voto de cultivar a brandura, nascerá dentro de nós a gentileza amorosa e faremos todo esforço para acabar com a exploração, a injustiça social, o roubo e a opressão.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

segunda-feira, novembro 12, 2018

O Primeiro Treinamento

Há dois mil e quinhentos anos, o Buda ofereceu certas diretrizes a seus alunos leigos para ajudá-los a viver uma vida de paz, plenitude e felicidade. Eram os Cinco Treinamentos para a Mente Alerta, e na base de cada um desses treinamentos está a plena atenção. Com a plena atenção estamos cientes do que está acontecendo com nossos corpos, nossos sentimentos, nossas mentes e com o mundo, e evitamos ferir a nós mesmos e os outros. A plena atenção nos protege, protege a nossa família e a nossa sociedade e garante um presente seguro e feliz e um futuro também seguro e feliz.

Praticar os treinamentos para a mente alerta ajuda-nos a ser mais calmos e concentrados e traz mais discernimento e iluminação, que tornam a nossa prática dos treinamentos para a mente alerta mais sólida. No texto dessa semana (clique aqui) Thich Nhat Hanh discute sobre o Primeiro Treinamento que recentemente teve a redação revista e ampliada pela Sangha.

Reverência à Vida - Consciente do sofrimento causado pela destruição da vida, eu me comprometo a cultivar o insight do Interser e da compaixão, e a aprender maneiras de proteger a vida das pessoas, animais, plantas e minerais. Estou determinado a não matar, a não deixar que outros matem e a não apoiar nenhum ato de matança no mundo, seja na minha maneira de pensar ou no meu modo de vida. Ao ver que as ações que causam sofrimento surgem a partir da raiva, do medo, da avidez e da intolerância – que, por sua vez, baseiam-se no pensamento dualista e discriminativo - cultivarei a abertura, a não discriminação e o não apego a pontos de vista para transformar a violência, o fanatismo e o dogmatismo em mim mesmo e no mundo.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

domingo, novembro 04, 2018

O Dia dos Ancestrais

Nessa semana sugerimos um texto (clique aqui) onde Thay fala sobre uma das práticas de Plum Village: comemorar o dia dos ancestrais

Thay nos lembra que nossos ancestrais estão em nós. Não apenas nossos ancestrais genéticos mas também nosssos ancestrais espirituais. Thay amplia nossa visão mostrando que também os animais, os vegetais e até os minerais também são nossos ancestrais. Ele nos ajuda a transcender a nossa idéia do que seja um ser humano.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

segunda-feira, outubro 29, 2018

Sem lama, sem lótus

No texto sugerido desta semana (clique aqui) Thich Nhat Hanh ensina que as pessoas tendem a achar que seu verdadeiro lar é um lugar onde não há sofrimento, apenas felicidade. Mas este pensamento vai contra a sabedoria do interser. Não podemos fazer crescer uma flor de lótus sem lama. Para cultivar vegetais, precisamos composto. Qualquer jardineiro orgânico sabe por que guardamos os restos da nossa comida e o lixo do jardim. Este lixo é orgânico e com ele podemos fazer composto para nutrir flores e vegetais. Sofrimento e felicidade são também orgânicos. Podemos transformá-los em bem-estar. Este é o ensinamento do Buda sobre não-dualidade.

Ele diz também que a flor de lótus não é possível sem a lama. Entendimento e compaixão não são possíveis sem sofrimento. Ele diz que nunca gostaria de estar em um lugar onde não houvesse sofrimento, porque em tal lugar não teria a chance de aprender como entender e ser compassivo. É tocando o sofrimento que temos a chance de entender as pessoas e seu sofrimento. É entendendo nosso próprio sofrimento e o sofrimento dos outros, que começamos a saber o que é ser compassivo. É apenas contra o pano de fundo do sofrimento que podemos reconhecer nossa felicidade.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.

segunda-feira, outubro 22, 2018

Como meditar

A meditação é a prática básica do budismo. Mas porque meditar? Thich Nhat Hanh responde no texto: (clique aqui) Porque isso te deixa feliz!

Nesse texto (clique aqui), Thay começa a nos ensinar como meditar. Um texto bem básico, bom para quem está iniciando ou deseja começar a praticar, mas também tem ensinamentos importantes mesmo para os mais experientes.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal (clique aqui) ou nos mande um e-mail para contato@viverconsciente.com para passar a recebê-la diretamente.