quinta-feira, janeiro 18, 2007

Ordem Interser - parte 1

Sugerimos essa semana um texto inicial e básico (clique aqui) onde Thich Nhat Hanh fala sobre a ordem Interser (Tiep Hien), que combina o budismo com a forma ocidental de ver as coisas.

Nesse texto ele explica o que significam as palavras Tiep e Hien e explica quatro dos 14 treinamentos de plena atenção transcritos abaixo:

PRIMEIRO - Não idolatre nem se apegue a nenhuma doutrina, teoria ou ideologia, nem mesmo às budistas. Os sistemas de pensamento devem servir como um meio para guiá-lo e não como verdade absoluta.

SEGUNDO - Não pense que o conhecimento que você tem no presente é imutável, verdade absoluta. Evite estreitar sua mente limitando-a apenas à sua visão presente. Aprenda e ponha em prática o desapego de opiniões afim de que, assim, possa abrir-se para receber pontos de vista de outros. A verdade é encontrada na vivência, não no conhecimento conceitual. Esteja pronto a aprender, a observar a realidade em você mesmo e no mundo, ao longo de toda a sua existência.

TERCEIRO - Não force ninguém - nem as crianças - por meio algum, a adotar seus pontos de vista; seja através de autoridade, ameaça, dinheiro, propaganda ou mesmo educação. Porém, através de diálogo compassivo, ajude os outros a se livrarem da estreiteza mental e do fanatismo.

QUARTO - Não evite contato nem feche os olhos para o sofrimento. Não perca a noção da existência do sofrimento na vida do mundo. Procure estar com os que sofrem por todos os meios, seja por contato pessoal, visitas, imagens, sons. Desperte dessa forma sua própria consciência e a dos outros para a realidade do sofrimento no mundo.

Leia o texto em anexo (clique aqui) e conheça mais sobre ensinamentos básicos do budismo!

Para ler a newsletter semanal clique aqui ou nos mande um e-mail (clique aqui).

2 comentários:

Leo disse...

Não idolatre nem se apegue a nenhuma doutrina, teoria ou ideologia, nem mesmo às budistas. Os sistemas de pensamento devem servir como um meio para guiá-lo e não como verdade absoluta.

Acho esse primeiro treinamento fantástico. Ele evita que sejamos fanáticos por qualquer idéia mesmo budista. Todo vez que acho que descobri a verdade no que leio no budismo lembro desse treinamento e abro novamente minha mente. Lembro o que o mesmtre diz: A verdade é encontrada na experiência direta e temos que desapegar de nossas idéias e pontos de vistas fixos.

Olhando para o mundo de hoje vejo qunata morte pela intolerância a idéias diferentes acontecem porque esse primeiro treinamento não é aplicado.

heide disse...

queridos irmãos,

"não idolatre nem se apegue a nenhuma doutrina".

contraponho esta afirmação a todas religiões que conheci e só uma não-religião, só a dualidade do budismo é capaz de permitir que se tire as próprias conclusões e desapegar do meio mais fácil