terça-feira, julho 14, 2009

Ajuda Urgente aos Monges e Monjas do Monastério de Bat Nha, Vietnã

Carta redigida pela Ordem do Interser, ligada à Comunidade do Venerável Mestre Zen-Vietnamita Thich Nhat Hanh

-----------------------------------------

Querida Comunidade,

Por favor, ajude-nos a assinar esta petição ao Governo Vietnamita, a ser enviada ao Consulado do Vietnã em São Francisco (EUA). Por favor, peça aos amigos e entes queridos para participarem também. A petição será enviada em 21 de julho de 2009.
________________________________________________________________________________________________
12 de julho de 2009

Sr. Le Quoc Hung, Cônsul Geral

Consulado Geral do Vietnã em São Francisco, EUA
1700 California St, Suite 430 San Francisco, CA 94109

Telefone: (415)922-1707 (415)922-1577

Fax: (415)922-1848 (415)922-1757
Email: info@vietnamconsulate-sf.org

RE: URGENTE Solicitação para que o Governo Central do Vietnã tome medidas para aliviar a tensão sofrida pelos residentes do Monastério Bat Nha, na Província de Lam Dong, Vietnã.

Honorável Cônsul Geral,
Respeitados Líderes do Governo Vietnamita,
Prezadas Comissões de Relações Religiosas do Vietnã,

O objetivo desta carta de hoje é chamar atenção imediata para uma crise que se agrava cada vez mais no Vietnã e clamar pela intervenção do governo para que proteja jovens cidadãos pacifistas do Vietnã, que hoje habitam o Monastério Bat Nha, na Província de Lam Dong. Um grupo de 400 jovens monges e monjas vive no monastério há quatro anos. São continuamente importunados por monges e habitantes das aldeias locais e enfrentam a inércia e o descaso de dirigentes do governo. Esses jovens monásticos têm sido privados de suas necessidades humanas mais básicas, como acesso a alimentos e água, já há duas semanas. Além de não se resolver sozinha, esta situação torna-se cada vez mais grave. Muitas dessas violações e incidentes diários são testemunhados, documentados e denunciados em primeira mão ao público em geral por simpatizantes locais. Todos os relatos podem ser lidos em www.phusaonline.free.fr e em outros sites da internet.

Suplicamos ao Governo do Vietnã, com a maior veemência possível, que intervenha e garanta que esta comunidade possa viver em paz, com os direitos assegurados por lei aos cidadãos vietnamitas, e que tenha acesso seguro a alimentos, água, eletricidade, ou seja, a direitos humanos básicos.

Desde 2005, estes 400 monges e monjas vivem no Monastério Bat Nha (Hamlet 13, Dambri Village, Bao Loc District), na Província de Lam Dong. Investiram energia e recursos consideráveis (mais de US$ 1 milhão) para melhorar a região próxima ao monastério e a comunidade local. Não constituem um corpo político e sua única intenção é praticar a plena consciência e servir aos demais.

Recentemente, a água e as linhas de comunicação do monastério foram cortadas e os 400 monásticos que vivem ali vêm sendo importunados. Quando se tentou instalar um poço de água, os trabalhadores foram ameaçados e o projeto, abandonado. O nível de tensão aumenta e os monges e monjas vêm sendo ameaçados de ataques. Alguns sentem tanto medo que nem conseguem sair do monastério em busca de água ou alimentos. A polícia local continua sem intervir para restaurar a paz. Além disso, as linhas de telefone e internet também foram cortadas. Mais detalhes da situação podem ser encontrados no link http://helpbatnha.org - um website mantido por pessoas do mundo todo, em busca de apoio ao monastério.

É fundamental que o governo do Vietnã interfira e lide com a situação no âmbito da Legislação Internacional dos Direitos Humanos. Esses 400 jovens monges e monjas não fizeram nada errado e, no entanto, estão privados de direitos humanos básicos, com sua saúde e bem-estar prejudicados.

Esta não é uma questão política ou religiosa — é uma questão de direitos humanos.

Os monges e monjas são filhos e filhas do Vietnã. Merecem proteção de seu governo e liberdade para que suas necessidades humanas básicas sejam atendidas em paz e segurança. Sabemos que você concorda conosco ao dizermos que cabe a todo governo garantir tais direitos a seu povo.

Pedimos sua ação imediata para ajudar a resolver esta situação.

Precisamos de ajuda urgente.

Atenciosamente,
A Comunidade Internacional da Ordem do Interser

NOTA: Esta é uma tradução para o português da petição em inglês elaborada pela Ordem do Interser (tradição do mestre zen-vietnamita Thich Nhat Hanh).

A petição pode ser assinada por qualquer pessoa. Para assiná-la, clique aqui.

3 comentários:

Edu disse...

E por que esses monges e monjas estão sofrendo a tal perseguição ?

Qual motivo de locais terem se voltado contra eles ?

Houve real perseguição religiosa no Vietnã (do Sul) quando esse era comandado por um ditador católico de direita e sua família.

Stefano disse...

o ditador católico era Ngo DInh Diem

Stefano disse...

Ngo Dinh Diem (acessorados pelos seus 2 irmãos) massacrou inumeros budistas!

O 2 irmãos de Diem

Ngo Dinh Thuc - arcebispo de Hué
Ngo Dinh Nhu- chefe da policia secreta