quinta-feira, novembro 11, 2010

Cultivando a semente da prática

Sugerimos que você estude a palestra de Dharma (clique aqui) compartilhada pelo irmão Phap Hai, um professor de Dharma Sênior da tradição de Plum Village (Thich Nhat Hanh).

Phap Hai chama os praticantes espirituais de "cultivadores", cultivadores das sementes que nós temos em nossa consciência, criando condições que permitam que as sementes positivas venham adiante. Em vez de ser uma prática de trabalho duro, através do cultivo da plena consciência nós permitimos que nossa sabedoria inata floresça, no seu próprio tempo e modo.

Através da comparação com a fábula da busca dos cavaleiros do Rei Arthur pelo Santo Graal, ele mostra que o cultivo nos guia através da busca pelo nosso Graal, nossa aspiração mais profunda. Ele nos conduz pela fábula, misturadas com histórias do Buda e ensinando em profundidade.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal clique aqui ou nos mande um e-mail (clique aqui) para passar a recebê-la diretamente.

2 comentários:

Victor disse...

Prezado Leonardo,

acompanho seu blog já há mais de um ano. Os textos postados têm sido uma constante fonte de amadurecimento e alegria. Obrigado.

Moro no interior do RJ e, como não tenho acesso a uma sangha, pratico diariamente minha meditação sentada, leio os livros de nosso querido Thay e acompanho os blogs como o seu.

Entretanto, há algum tempo venho sentido o desejo de partilhar o que tenho aprendido e vivido e, quem sabe, conseguir estabelecer uma comunidade virtual de praticantes (nos moldes de plumline.org). Evidentemente, não estou habilitado para orientar as práticas de outras pessoas. Quero apenas caminhar em conjunto.

Para começar este caminho, que ainda não sei por onde se desenvolverá, iniciei um blog, no endereço http://conscienciaplenaonline.blogspot.com/ . No primeiro post, citei este texto que estou comentando agora, fazendo referência ao seu blog. Como vocês são uma das minhas referências, penso em fazê-lo ocasionalmente. Há algum problema? Por favor, sinta-se à vontade para discordar.

Mais uma vez obrigado pela divulgação dos ensinamentos de nosso Thay. Espero um dia comparecer pessoalmente na sangha de vocês.

Um grande abraço,

Victor Miranda.

Leo disse...

Victor,

Fique a vontade e use o material que achar necessário. Apenas pedimos que cite que os comentários e ensinamentos são do mestre Thich Nhat Hanh.

Obrigado