quinta-feira, agosto 14, 2008

O Caminho para o Bem Estar (parte 3)

Essa semana sugerimos que você termine de estudar (clique aqui) o caminho para o bem-estar. Continuando o texto da semana passada, a irmã Annabel, monja sênior do Thay e abadessa do monastério de Green Mountain, nos ensina práticas associadas às Quatro Nobres Verdades. De uma forma original, ela nos mostra o caminho ensinado pelo Buda para o bem-estar.(clique aqui)

Ela nos ensina que as Quatro Nobres Verdades são uma prática, e não devemos apenas cortar o sofrimento fora, bani-lo, mas descobrir suas causas. E vamos remover as causas, porque não queremos tratar os sintomas, queremos tratar as raízes do nosso sofrimento. Nessa semana vamos estudar o Esforço Correto, a Atenção Plena Correta e a Concentração Correta.

Se você quiser ler a nossa newsletter semanal clique aqui ou nos mande um e-mail (clique aqui) para passar a recebê-la diretamente.

6 comentários:

Charles Machado disse...

Amigos, digo amigos pois tambem participo de uma Sangha em minha cidade, e gostaria de deixar registrado o quão importante é esse texto postado e o quão importante é o trabalho de vocês. Sempre estou acompanhando o site.
Esse texto é belissimo e me ajudou muito no entendimento.

No Dharma
Charles

leo disse...

Charles,

Em que cidade você mora e qual Sangha frequenta?

Anônimo disse...

sou cristã,porem me identifico muito com os textos aqui...costumo comparar o que encontro é um unico caminho, porque apesar das palavras serem diferentes o ensinamento é o mesmo.Uma pena que religiosos de outras denominações não vejam com olhos espirituais e não consigam fundir pensamentos.Gosto disso, as vezes fico com medo de ser mal interpretada mas meu interior não consegue fazer a divisão que as denominações elegem, pois cada uma diz ser a certa e dona da verdade.sendo que pra mim a verdade é uma só, somente existem varias maneiras de se chegar lá.
é assim que sou,gosto do evangelho cristão, porem encontro verdadeiros tesouros em outros lugares tais como aqui ao ler textos.
(somente um registro)
Rose Fabris

leo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
leo disse...

me identifico muito com suas palavras. Há tesouros em todas as tradições e o preconceito ou intolerância não nos permitem ver isso. Feliz é você que busca o que há de melhor nos diversos mestres e cresce espiritualmente.

Charles Machado disse...

Olá Leo, sou de Joinville / Santa Catarina e frequento uma Sangha coordenada pelo Monge Gensho e Antonio, Zen Budistas.

No Dharma

Charles